Humberto Souto ocupará vaga de deputado deixada por Alexandre Silveira (PPS-MG)

STF tira vaga de coligação e garante posse de suplente na Câmara

Extraído de: Supremo Tribunal Federal

Suplente de deputado federal por Minas Gerais mais votado do PPS na coligação PSDB/DEM/PP/PR/PPS, o ex-deputado federal Humberto Souto ganhou liminarmente, no Supremo Tribunal Federal (STF), o direito de ocupar a vaga deixada pelo deputado Alexandre Silveira de Oliveira (PPS-MG), que se licenciou do mandato para assumir o cargo de secretário de Estado Extraordinário de Gestão Metropolitana de Minas Gerais.

A decisão foi tomada pela ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, que deferiu parcialmente medida liminar requerida por Souto no Mandado de Segurança 30272. Na liminar, ela garantiu ao suplente do PPS o direito de precedência na ocupação da vaga de deputado federal deixada por Alexandre Silveira de Oliveira (PPS-MG), se tanto ocorrer, desde que comprove, perante a Mesa da Câmara dos Deputados, sua condição de suplente diplomado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), nos termos da legislação vigente.

O caso

No MS, impetrado em janeiro, Humberto Souto pediu o direito de ocupar a vaga de Alexandre Silveira, que tomou posse em cargo de secretário do governo de Minas Gerais em 3 de janeiro, reportando-se a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que, em resposta à Consulta nº 1.398, decidiu que o mandato obtido no sistema proporcional pertence ao partido político.

Tal entendimento, ainda segundo Souto, foi reforçado no MS 29988, em que a Suprema Corte reafirmou que o mandato eletivo pertence ao partido político (e não à coligação pela qual se elegeu) e que, portanto, em caso de vacância, o partido tem o direito de manter a representação obtida nas eleições.

Pedido

O pedido de Souto foi motivado, segundo ele, pelo fato de que a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados já manifestou, anteriormente, o entendimento de que a convocação de suplentes obedecerá a ordem da coligação, desprezando critério estabelecido pelo STF no MS 29988.

Ele argumentou também, com base na Resolução nº 22.580 do Tribunal Superior Eleitoral (relativa à fidelidade partidária), que a coligação tem existência temporária e restrita ao processo eleitoral. Assim, segundo ele, passadas as eleições, cessam os efeitos prospectivos das coligações. Nesse contexto, sustenta, não faz qualquer sentido que a convocação para suceder um parlamentar de um determinado partido, ou mesmo para substituí-lo temporariamente, seja feita a um suplente de outro partido.

Decisão

Ao decidir, a ministra Cármen Lúcia apoiou-se na jurisprudência firmada pela Suprema Corte no já mencionado MS 29988, bem como nos MS 26602, 26603, 26604 e 27938.

Em todos esses casos, a Corte reforçou o entendimento de que, no sistema proporcional, os mandatos parlamentares conquistados pertencem aos partidos políticos, não às coligações formadas por eles para a disputa do pleito. Segundo tal entendimento, as coligações são pessoas jurídicas constituídas temporariamente para determinada eleição, desfazendo-se tão logo encerrado o pleito.

 

Anúncios
Galeria | Esta entrada foi publicada em Politica. ligação permanente.

3 respostas a Humberto Souto ocupará vaga de deputado deixada por Alexandre Silveira (PPS-MG)

  1. DEPUTADO HUMBERTO SOUTO,venho com vehemencia, em nome de todos aposentados por in validez,pedir a vossa exelencia que continuie enpemdo dos diretos dos aposentados por invalidez
    que continuei lutar pelossos direitos,como própri vossa exel~encia nos diz quando pela ulma vez que a aqual manifestação que estivemos presesentes na esperaça de termomos uma resposta,agradeço pela atenção.obrigado.
    Ademir gonzaga,representante dos aposentados da universidade de Viçosa,Mg

    Gostaria de obter uma reposta dentro de o qual se trata.

    Ademir gonzaga
    Antes de mais nada agradeço

    telefone 0313138918474-86714639

  2. Marta M.Silveira diz:

    Uma saida para os aposentados não deixarem os trocados no banco é usar o caixa convencional ao invez do eletrônico, mesmo, até porque quem ganha mais de R$1000,00, o caixa eletrônico não libera quantia superior e se ele sacar uma parte do dinheiro no terminal eletrônico e o restante no caixa convencional ela irá pagar uma tarifa de saque, portanto é melhor ir direto no convencional.

  3. Francisco diz:

    Sr deputado. gostaria de ver a ação de nossos deputados na câmara, vejo agora uma situação que está prejudicando mais ainda os aposentados da previdência; os bancos só pagam nos caixas eletronico de 10.00 a acima os trocados ficam juntando sem juros até completar os 10, já imaginaram os lucros que estão tendo? e mais 1,00 para o aposentado representa 3 paizinhos ou 1 litro de leite.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s